quarta-feira, 25 de abril de 2012

Querido amor impossível,

Esqueça que um dia me conheceu. Enterre todas as suas lembranças de que um dia algo existiu. 


Desapareça, mas faça isso sem medo ou culpa. Saiba que isso é o melhor para nós dois.


Se você me ama, vá. Fuja antes que eu perceba, porque sei que se tiver a chance irei impedir-te. 
Não olhe para trás. Não hesite, não receie fazer isso. Vou ficar bem. Meu coração já dói demais pra se importar. 


Você é tão pura e delicada, não mereço ter você. Me entregarei a meu destino. Nasci pra ser sozinho, essa é minha natureza. 
Venho de natureza hostil e você da mais meiga e suave. Sou sombra, você é luz. 
Me deslumbrei com o brilho que irradia de você. Me aconcheguei ao calor tépido que tu dás. Cheguei a pensar que poderia mudar minha essência. Mas para isso acontecer, haveria de ter uma troca e não estou disposto a deixar-te fazer tamanho sacrifício. Não por mim. 
Não posso ficar contigo, não posso perverter as leis. Não posso assolar sua beleza com minha agressividade. 
Vá e não olhe para trás, não se arrependa. Me apague de suas memórias e seja feliz. Eu te devo isso. 


Espero não ter que te ver mais. 


 Deslembranças,
       Um coração desiludido que será para sempre seu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário